Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.fei.edu.br/handle/FEI/217
Title: Estudo exploratório sobre cargos comissionados com universitários recém-formados
Authors: Takayama, A.
Advisor: Iizuka, Edson Sadao
Issue Date: 2016
Abstract: Este trabalho pretende analisar os motivos que levaram os universitários recém-formados por instituições de ensino conceituadas no Brasil e que optaram por trabalhar na administração pública ocupando cargo comissionado. As pesquisas acadêmicas sobre o assunto abordam aspectos, tais como a profissionalização da administração pública, carreira no setor público, rotatividade no setor público e processo de seleção e recrutamento, mas nenhuma delas tem o enfoque pretendido em compreender sob a perspectiva dos universitários recém-formados. O conteúdo jornalístico quando trata do setor público, na maioria das vezes é muito pejorativo pela abordagem de problemas e não pela abordagem de solução, e ao tratar dos cargos em comissão geralmente faz essa relação direta com a indicação política ou mesmo com o clientelismo. O método utilizado foi o qualitativo, que permite compreender os fenômenos sob a perspectiva dos participantes. A pesquisa empreendida é de cunho exploratório e tem por objetivo analisar os cargos comissionados a partir das perspectivas de jovens com boa formação acadêmica. Esta pesquisa abordou sete entrevistados que ocupam ou ocuparam cargo comissionado na administração pública. Os resultados da pesquisa evidenciaram que os entrevistados demonstraram pouco conhecimento sobre o setor público e sobre os cargos comissionados; apesar disso e ao contrário da literatura acadêmica nesta temática, eles ressaltaram uma visão positiva para esse tipo de ingresso nos governos, contrariando as críticas que são realizadas a esses ocupantes. A questão do ambiente político foi uma das dificuldades encontradas pelos entrevistados em sua atuação na área pública, sendo que nenhum deles tinha qualquer tipo de relação político-partidária. Também ressaltaram que a remuneração não foi o motivo por optarem pelo cargo comissionado, mas o fato de trabalharem com projetos na implementação de políticas públicas gerando impacto na vida de milhões de pessoas. Todos os entrevistados também demonstraram interesse em continuar trabalhando para o setor público, pois vislumbram possibilidades ao longo de sua carreira acadêmica e profissional. Deste modo, este trabalho poderá colaborar empiricamente com os gestores públicos em futuras contratações de cargos comissionados e também contribuir para jovens que estão interessados em ingressar no setor público, mas que não querem prestar um concurso público, e que desconhecem a opção do cargo comissionado.
This work intends to analyze the reasons that led the newly graduated students in prestigious educational institutions in Brazil and who chose to work in the public administration as a commissioned position, and could work for private companies or even public tenders, with the possibility of receiving more advantageous wages. Often the commissioned post is a subject in the journalistic content, since many of them are still occupied in exchange for political favors. Academic research on commissioned positions addresses aspects such as professionalization, remuneration, job structures, nomination criteria, rotation, selective processes for occupation, occupier profile, moral conduct and meritocracy and bureaucracy of Brazilian culture, but none under perspective of the occupants of this position and neither with young people with great academic formation. The methodology used was the qualitative one that allows to understand the phenomena from the perspective of the participants. The research undertaken is of an exploratory nature and aims to analyze the positions commissioned from the perspectives of young people with a good academic background. This survey approached seven interviewees, from a semi-structured script, who occupy or occupied a commissioned position in public administration. The results of the survey evidenced that the interviewees showed little knowledge about the public sector and the commissioned positions. Despite this and unlike the academic literature on this subject, they emphasized a positive vision for this type of entry into the governments, contrary to the criticisms that are made to these occupants. The issue of the political environment was one of the difficulties encountered by the interviewees in their work in the public area, and none of them had any kind of political-partisan relationship. They also emphasized that remuneration was not the reason for choosing the commissioned position, but the fact that they worked with projects in the implementation of public policies that had an impact on the lives of millions of people. All the interviewees also showed interest in continuing to work for the public sector, as they envisage possibilities throughout their academic and professional career.
Keywords: Administração de pessoal
Serviço público-Cargos e funções
Cargo de confiança
Recursos humanos na administração pública
Publisher: Centro Universitário FEI, São Paulo
DOI: https://doi.org/10.31414/ADM.2016.D.129860
URI: https://repositorio.fei.edu.br/handle/FEI/217
Appears in Collections:Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fulltext.pdf1.69 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.