Investigação do efeito do teor de intersticiais sobre o grau de sensitização em aços inoxidáveis ferríticos a 600ºC

Carregando...
Imagem de Miniatura
Citações na Scopus
Tipo de produção
Artigo
Data
2007-05-22
Autores
SERNA-GIRARDO, CARLOS AUGUSTO
IDE, CRISTIANE REIS
Rodrigo Magnabosco
KUNIOSHI, CLARICE TERUI
ALONSO-FALLEIROS, NEUSA
Orientador
Periódico
REM. Revista Escola de Minas (Impresso)
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Citação
SERNA-GIRARDO, C. A.; IDE, C. R.; MAGNABOSCO, R.; KUNIOSHI, C. T.; ALONSO-FALLEIROS, N. Investigação do efeito do teor de intersticiais sobre o grau de sensitização em aços inoxidáveis ferríticos a 600ºC. REM. Revista Escola de Minas (Impresso), v. 60, n. 1, p. 49-54, 2007.
Palavras-chave
Aços inoxidáveis ferríticos,corrosão intergranular,sensitização,técnicas eletroquímicas potenciodinâmicas
Resumo
O objetivo do presente trabalho foi investigar o efeito do teor de carbono e nitrogênio em aços inoxidáveis ferríticos com 17%Cr (16%Cr-0,04%C-0,032%N; 17,2%Cr-0,02%C-0,0062%N; 18,5%Cr-0,008%C-0,0213%N) sobre o grau de sensitização (GS). Os aços foram solubilizados a 1200°C e resfriados em água. Tratamentos isotérmicos foram realizados a 600°C entre 5 minutos e 16 horas. Foi realizado o ensaio de reativação eletroquímica potenciodinâmica de ciclo duplo (DL-EPR) em solução 0,5M H2SO4 a (25 ± 2)°C. O GS foi medido através da relação entre as densidades de correntes anódicas máximas nas etapas de reversão, i r, e ativação, i a. O exame microestrutural dos corpos-de-prova foi realizado nos microscópios óptico e eletrônico de varredura após ataque metalográfico com reagente Vilella. Os resultados mostram variação do GS com o tempo. Um máximo de GS foi obtido para cada aço e, posteriormente, foi observada diminuição do GS. A intensidade do GS e o tempo de ocorrência variaram em função dos teores de carbono e nitrogênio nos aços.

Coleções