Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.fei.edu.br/handle/FEI/174
Title: A educação ambiental corporativa e o descarte de resíduos eletroeletrônicos: um desafio das instituições financeiras brasileiras
Authors: Hellú, J. L.
Advisor: Varela, Carmen Augusta
Issue Date: 2016
Abstract: São significativas as externalidades causadas pelo descarte incorreto de resíduos eletroeletrônicos, pois, quando o equipamento obsoleto é descartado como lixo comum, ocorre contaminação do solo e do lençol freático. Além disso, quando é efetuada a queima irregular de componentes, visando à extração da mínima porção de metais preciosos que fazem parte da composição desse resíduo, ocorre poluição da atmosfera. Devido à automação bancária e à velocidade da evolução tecnológica, as instituições financeiras são grandes geradoras desses resíduos. Esta pesquisa tem o objetivo de investigar como essas organizações estão implementando a educação ambiental corporativa e identificar os procedimentos de descarte e de destinação do resíduo eletroeletrônico de suas operações. Para atingir esse objetivo, foi realizada uma pesquisa de caráter exploratório, com método qualitativo, por meio de um estudo de caso múltiplo com quatro instituições financeiras. As fontes de evidência utilizadas neste estudo foram entrevistas em profundidade, pesquisa documental e observação direta. Os resultados da pesquisa apontam uma preocupação por parte das instituições financeiras, em relação à legislação e ao risco de imagem para os clientes, considerando que a conscientização dos funcionários sobre os riscos ambientais, por meio da educação ambiental corporativa, pode minimizar a possibilidade de eventos que comprometam a sustentabilidade dos negócios ou desrespeitem a legislação vigente.
The externalities caused by the incorrect disposal of electronic waste are significant because, whenever the obsolete equipment is discarded as regular trash, both the soil and the groundwater are contaminated. In addition, when components are burned in an irregular way, aiming the extraction of the minimum portion of precious metals that are part of this waste, the atmosphere is polluted. Due to the banking automation and the fast technological development, the financial institutions are great generators of this type of waste. The goal of this research is to investigate how these institutions are managing the knowledge and the procedures related to the disposal and destination of the electronic waste resulted from its operations. In order to achieve this goal, the research was made in an exploratory way, with qualitative method, by means of a multiple case study with four financial institutions. The evidence sources used in this research were in-depth interview, document search and direct observation. The results of the research point to a concern by the financial institutions in relation to the laws and to the image risk before clients, considering that the awareness of the employees about the environmental risks, by means of corporate environmental education, can minimize the chances of events that compromise the sustainability of the businesses or disrespect the laws in force.
Keywords: Educação ambiental
Desenvolvimento sustentável
Instituições financeiras
Resíduo eletrônico
Publisher: Centro Universitário FEI, São Paulo
DOI: https://doi.org/10.31414/ADM.2016.D.128466
URI: https://repositorio.fei.edu.br/handle/FEI/174
Appears in Collections:Teses e Dissertações

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
fulltext.pdf856 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.