Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.fei.edu.br/handle/FEI/4444
Title: É possível aplicar o indicador de eficiência OEE no setor de serviços?
Authors: Barreto, Bárbara Roubian Prieto
Souza, Bianca Campos Lemos de
Souza, Cinthia Gonçalves de
Joares, Fernanda Soares
Advisor: André Luiz Teixeira
Issue Date: 16-Jun-2021
Abstract: Esse trabalho tem como objetivo responder a seguinte pergunta: é possível aplicar o OEE no setor de serviços? Esse estudo é importante para aprimorar a gestão da eficiência no setor de serviços, uma vez que não há um indicador de eficiência feito para esse setor que englobe os três pilares do OEE (Eficiência, Qualidade, Disponibilidade). Para tal fim, foi feito um estudo de caso em uma empresa de serviços de transporte. Após o levantamento da fundamentação teórica, foi determinado o OTE, uma adaptação do OEE que calcula a eficiência dos funcionários. Assim, foi possível observar que o OTE não é suficiente para analisar a eficiência de uma empresa de serviços, é necessário calcular o PCE, que investiga os processos. Destaca-se que o estudo de caso teve as seguintes limitações: realização em uma única empresa, companhia de pequeno porte, falta de uma referência de performance ideal e falta de registros que contribuem para análise dos indicadores. Conclui-se, então, que o OTE e o PCE são complementares, e desta forma, é necessário calcular ambos os indicadores para determinar a eficiência de uma empresa de serviços; tendo em vista que não é relevante para a empresa ter um funcionário competente realizando processos ineficientes.
The main goal of this paper is to answer the following question: is it possible to apply the Overall Equipment Effectiveness in the service sector? This study is important to improve the efficiency management in the service sector, once there is no efficiency KPI for this sector that covers the three concepts of OEE (Performance, Quality, Availability). For this end, a case study was done in a transport services company. After gathering and presenting the theoretical reference, the Overall Team Effectiveness (OTE) was determined, which is an adapted version of OEE that analyses the employee efficiency. Thus, it was possible to understand that the OTE itself is not enough to analyze the efficiency of a service sector company, it is necessary to calculate the Process Cycle Efficiency (PCE) that investigates the processes. It is important to highlight that the study had the following limitations: it was done with a single, small size company; it presented lack of an ideal performance reference and lack of records that contribute to the key performance indicators analysis. In conclusion, the OTE and the PCE are complementary, and this way, it is necessary to calculate both indicators to determine the efficiency of a service sector company, once there is no relevance for the company in having a competent employee performing inefficient processes.
Keywords: OEE
PCE
serviços
gestão da eficiência
indicadores
service
efficiency management
Access Type: Restrito
Description: Trabalho não indicado para publicação.
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC - OEE em Serviços.pdf
  Restricted Access
TCC Versão Final1.98 MBAdobe PDFView/Open Request a copy
EPSON402.pdf
  Restricted Access
Ficha Avaliação Banca TCC371.47 kBAdobe PDFView/Open Request a copy
AUTORIZAÇÃO PARA PUBLICAÇÃO - ASSINADO.pdf
  Restricted Access
Autorização147.41 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.